Procedimentos em Estética Genital

A mulher sempre buscou a referencia da beleza para expressar sua essência feminina. Todas modificações impostas pela ação do tempo, pelas modificações naturais (gravidez, uso de anticoncepcionais, menopausa). As alterações adquiridas pela obesidade, alterações endocrinológicas  e nutricionais e as congênitas (que nascem com a mulher), conduzem  a estados de ansiedades, insatisfações sexuais,   redução da auto estima e do poder de sensualidade com intensas repercussões na esfera da sexualidade.

A ESTÉTICA GENITAL FEMININA  abre a oportunidade de resgatar a jovialidade, com técnicas de rejuvenescimentos já consagradas na medicina estética mundial, de mãos dadas a técnicas consagradas em Ginecologia, com resolutividade trazendo a Mulher o bem estar na  sua sexualidade.


Na esfera feminina, predominam tamanho dos pequenos lábios vaginais, aumento da gordura supra púbica (Capo De Fusca), escurecimento, flacidez vulvar e vaginal, alargamento vaginal, impedindo relações sexuais prazerosas e com produção de ruídos e flatos (vento vaginal) que causam complexos e B bloqueios, exuberância do clitóris ou redução do mesmo, que produzem incomodo durante as relações sexuais ou criam constrangimentos sexuais. Criando um vínculo sexual sem grandes envolvimentos e criatividades pelo fato dos bloqueios estéticos. A estética genital não constitui doença funcional na sua grande maioria exceto na hipertrofia de pequenos lábios que podem aumentar a incidência de fungos ou mesmo causar desconforto sexual (dispareunia de penetração). Assim a ginecologia estética adiciona diversos procedimentos minimamente invasivos já utilizados em Medicina Estética que podem ser realizados em ambiente ambulatorial sem internação hospitalar, com sistemas de anestesias locais e sem afastamento laborativo.



QUE MODIFICAÇÕES INCOMODAM AS MULHERES


Escurecimento (Hipercromia) genital (Vulva- Peri Anal e porção interna das coxas)

Aumento dos pequenos lábios vaginais(Hipertrofias)
Aumento ou diminuição das gorduras do monte de vênus
Cicatrizes (Partos Naturais, Períneos e outras cirurgias vaginais)
Perda da gordura do grande lábio vaginal (flacidez genital)
Alargamento e flacidez vaginal (Prolapsos Vaginais)
Perda da qualidade da pele Genital(ressecamento, aspecto envelhecido).


1 - Labioplastia Menor Redutora
A plástica ou redução dos pequenos lábios vaginais está indicada nos casos de hipertrofia (aumento desproporcional), assimetria dos pequenos lábios. Estes podem estar escurecidos, incomodar ou até aparecer com o uso de roupas mais apertadas, além da questão higiênica, pois pode acumular urina ou facilitar infecções vaginais.


2 -Labioplastia Maior

Plástica dos grandes lábios vaginais para corrigir imperfeições.


3 - Hipertrofia e fimose clitoriana

O Clitóris pode sofrer com flutuações hormonais quer sejam produzidos pelos medicamentos ingeridos ou mesmos naturais produzidos por alterações patológicas como hipertiroidismo, síndromes supra-renal, obesidades e outras. As cirurgias que promovem tanto a retirada do Capuz Clitoriano fazendo com que o clitóris fique mais exposto e assim permitindo um maior atrito e contato durante as relações sexuais. 


4 -Implantes 

Peenchimento de grandes lábios vaginais: Realizado quando há flacidez dos grandes lábios vaginais. Tem como objetivo aumentar o volume e devolver o aspecto harmônico e jovial à vulva. 
Preenchimento de cicatrizes: Normalmente causadas por parto, traumas ou doenças.
Ajuste do intróito vaginal (sem necessidade cirúrgica):Este procedimento está indicado para as mulheres que querem ajustar a entrada da vagina, mas não tem necessidade de realizar a Perineoplastia (ajuste da musculatura perineal).
O princípio deste procedimento é aumentar a área de contato entre o pênis e a vagina, aumentando assim o prazer durante as relações sexuais. Podemos usar um preenchedor (implante) que pode ser líquido ou sólido, temporário ou permanente.

 

5 - Peeling Genital

Tratamento de hipercromias (manchas), na região de períneo e virilhas, além de estímulo de colágeno, rejuvenescendo e melhorando o aspecto da pele. Há também melhora e redução dos processos inflamatórios nos bulbos dos pêlos (foliculites).

Necessitamos de uma avaliação mais detalhada do tipo de pele e do tipo de mancha. Após esta avaliação poderemos determinar qual o tratamento mais adequado (peeling, Laser, etc) e qual o tempo de tratamento. Não podemos esquecer que esta região é bem sensível (mais que o rosto) e pode ser necessário trocar de técnica ou de ácido para termos resultados satisfatórios.



6 - Lipoplastia Suprapúbica

Microlipoaspiração da região pubiana com retirada do excesso de gordura localizada nesta região.

Lipólise com lipossomas de girassol.



7 - Cura das distopias genitais

Correção de prolapso uterino, da bexiga ou reto.
Realizado Colpoperineoplastia anterior e posterior para correção de cistoretocele (“queda da bexiga”) e retocele (prolapso do reto).
Histerectomia total vaginal para correção de prolapso uterino.
Correção de Incontinência Urinária de Esforço.  


 8 - G-Point Projection
Amplificação do Ponto G: Aumento da estimulação sexual com implantes infiltrativos no Ponto G;

Dr. Ernest Gräfenberg em 1950 na Alemanha, descobriu uma área de hipersensibilidade tátil que anos mais tarde Kaplan e Master Jhonson definiriam como substrato erógeno. Há cerca de 4 cm da entrada vaginal na parede anterior pouco abaixo da bexiga uma área de intensa sensibilidade pressórica, definiria a respostas orgásticas feminina. A idade, menopausa, redução hormonal poderiam reduzir esta hipersensibilidade tornando a excitação mais difícil de ser atingida.



9 - Himenoplastia

Himenoplastia, a cirurgia que refaz o hímen, surgiu na França, sendo realizada em todo o mundo, inclusive no Brasil, há mais de uma década. Virou moda nos EUA e Europa, o que talvez aconteça também no Brasil. O rompimento do hímen pode ser consentido, acidental (por ferimentos, ingenuidade infantil, etc.), ou fruto de violência sexual / estupro, quando costuma deixar seqüelas e conflitos psicológicos graves. Em muitas sociedades, a tradição, dogmas religiosos, etc., ainda impõem castidade (e virgindade) à mulher, e dela dispensam o homem. A mulher que "Perdeu A Virgindade" pode até tornar-se indigna do casamento! A Declaração Universal Dos Direitos Humanos, ao estabelecer a igualdade entre os sexos, impõe que tais “diferenças” sejam abolidas. Pureza e honradez decorrem de caráter íntegro, não de hímen íntegro! Ao “Refazer A Virgindade”, a himenoplastia permite conciliar a igualdade entre os sexos ao respeito a folclóricas tradições religiosas e sociais, e a liberdades individuais, como a fantasia de casar virgem, o capricho de reviver uma simbólica “Primeira Entrega”, reeditar a “Lua De Mel”, etc. Sempre que um hímen rompido coloque em risco os direitos da mulher, a himenoplastia poderá restabelecer em sigilo esse direito, evitando a reedição de injustiças, que ao longo da história humilharam, desonraram, discriminaram e fizeram sofrer, até mesmo condenando à prostituição bilhões de mulheres, pelo "Delito" da perda de virgindade. Refazer o hímen pode atender opção pessoal, convenções sociais, preceitos religiosos, fetiche, fantasia sexual, etc., Mas configura um direito da paciente e um pressuposto de civilização que cabe aos médicos que a realizem respeitar, observando absoluto sigilo.

A Himenoplastia é uma cirurgia simples, feita sob anestesia local, em apenas meia hora, com rápida recuperação, sem internação hospitalar. Se a paciente quiser recuperar a virgindade com a previsão de perdê-la em seguida, poderá manter relações sexuais 15 dias após a cirurgia. Apesar de questionamentos éticos, essa cirurgia é legalizada no Brasil,


10 - Terapia Hormonal

Indicações:
Menopausa (Terapia de Reposição Hormonal): Tratamento dos fenômenos do Climatério além de diminuir o ressecamento e a atrofia vaginal causada pela queda nos níveis hormonais;
 Aumento da libido;
 Biomodulação Hormonal (Terapia Antienvelhecimento).


Escolha um horário e marque sua consulta.
Marcar consulta